quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Senhor Guilherme e Dona Maria Clara.

Algumas pessoas já os conhecem, mas devo apresentá-los aos mais desavisados. Sem babação de mãe, tenho em casa duas figuras. Na verdade três, incluindo o maluco do meu marido. Entretanto agora vou falar apenas dos meus dois pequenos.
Bom, de pequena a Dona Maria Clara não tem nada. Está grande de tamanho, de coração e também de idéias. Ela sempre viaja. Viaja tanto que perde seu uniforme dentro do próprio quarto e me conta a mesma coisa duas, às vezes três vezes. Fala para caramba, não sei a quem ela puxou!
Contudo, viaja mesmo quando está tocando violão. Está na fase de tirar as músicas, apesar de saber poucos acordes. Canta muito, sua voz, se bem cuidada e treinada, penso que vai longe. Treina todos os dias. Uma delícia. Briga com o irmão toda hora, mas o idolatra.
Está delicioso vê-la se descobrindo. Apesar de não abrir mão de um bom raly de bicicleta, está super vaidosa. Faz as unhas toda semana, usa brincos, passa perfume antes de ir à escola, cuida dos cabelos e como toque final, uma linda flor de crochê no cabelo. Está lindíssima.
Tiram o maior sarro do Denis, meu digníssimo, por causa dos supostos gaviões que aparecerão. Nesse caso, não sei se terei mais dó do Denis, da Maria Clara ou do corajoso pretendente. Pois bem, vamos esperar esse dia chegar.
Na escola é super dedicada, já em casa, vixe maria!!!! Desorganizada e bagunceira. Nesse quesito também não sei a quem ela puxou...
O mais encantador, no entanto, é como ela discorre sobre política ou sobre relações humanas, por exemplo. Seus papos cabeças são "ótemos". Nessas horas até me esqueço que ainda tem 11 anos!!! Quem já teve um papo desses com ela, adora. O motivo, me parece, é ela ser natural, nada pedante ou forçado. Uma figura.
Foi numa de nossas conversas que ela me sugeriu escrever sobre as pérolas que seu excelentíssimo irmão fala. Como o Senhor Guilherme é tipo o menino maluquinho, super danado e totalmente doce, recomendo que o conheça, pois só assim saberá do que estou falando.
A idéia dada pela Dona Maria Clara se seguirá conforme as pérolas forem ditas. Abaixo algumas que por si só já resumem a figura que é o Senhor Guilherme é.
Divirtam-se.
"Como não o deixo andar no banco da frente do carro por motivos obvíssimos, Senhor Guilherme me lança:
-Mamãe, pq. o banco de trás não pode ser aí na frente?"
"Estávamos todos em casa assistindo ao DVD do último show do Ney Matogrosso, quando uma brincadeira é lançada por meu digníssimo (deixo claro que ele não é homofóbico, apenas joselito):
-Será o Ney gay? Baitola?
Dona Maria Clara põe mais fogo por saber que eu não gosto de brincadeiras assim:
-Mulherzinha pai. Ou melhor, trasformista.
De repente, sem pestanejar, senhor Guilherme conclui:
-Não pai, isso é só um show!"
"Em frente de casa tem uma pedra enorme, bem grande mesmo.
Um dia, o senhor Guilherme ao chegar da escola de ônibus escolar dá um pulo ao sair do mesmo, o que quase o fez cair em cima da tal pedra. Preocupada, tentando ensiná-lo, lancei:
-Cuidado Gui, se cair de cabeça na pedra, pode morrer.
Mais do que depressa ele retruca:
-Mamãe, pq. pedra morre?"
"Mês que vem ele será pajem de um casamento de um casal de amigos.
Experimentando a roupa do casório, senhor Guilherme me perguntou:
-Mamãe, o casamento vai demorar?
Sem dar bola, respondi:
-Não, ele está chegando.
Ainda na dúvida, ele retruca:
-Chegando... Ele vem andando, mamãe?"
Como veêm, tenho em casa verdadeiras personagens. E com certeza as usarei sempre!!!

2 comentários:

danyteofilo@gmail.com disse...

Adoro saber sobre a Maria Clara e o Gui...conte mais sobre eles!
Bjos
Gabi

Rosana disse...

adorei essa idéia de postar as pérolas... ri muuuuuuuuitooooooooo!!!
bjsssss